PLANEAMENTO E GESTÃO DO ORÇAMENTO FAMILIAR | Comunilog

PLANEAMENTO E GESTÃO DO ORÇAMENTO FAMILIAR

PLANEAMENTO E GESTÃO DO ORÇAMENTO FAMILIAR


O curso de Planeamento e Gestão do Orçamento Familiar pretende capacitar os formando a realizarem um orçamento familiar, avaliar os riscos e incertezas do plano financeiro, distinguindo entre despesas fixas e variáveis e entre despesas necessárias e supérfluas.

Destinatários

- Ativos empregados, principalmente os que estão em risco de perda de emprego, com o mínimo do 9º de escolaridade;
- Desempregados com o mínimo de 12º ano de escolaridade de não longa duração (menos um ano)

Objetivos

Elaborar um orçamento familiar, identificando rendimentos e despesas e apurando o respetivo saldo.
Avaliar os riscos e a incerteza no plano financeiro ou identificar fatores de incerteza no rendimento e na despesa.
Distinguir entre objetivos de curto prazo e objetivos de longo prazo.
Utilizar a conta de depósito à ordem e os meios de pagamento.
Distinguir entre despesas fixas e variáveis e entre despesas necessárias e supérfluas.

Programa

Orçamento familiar
Fontes de rendimento: salário, pensão, subsídios, juros e dividendos, rendas
Tipos de despesas
A noção de saldo como relação entre os rendimentos e as despesas
Planeamento do orçamento
Distinção entre objetivos de curto e de longo prazo
Cálculo das necessidades de poupança para a satisfação de objetivos no longo prazo
A poupança
Fatores de incerteza
No rendimento (e.g. desemprego, divórcio, redução salarial, promoção)
Nas despesas (e.g. doença, acidente)
Precaução
Constituição de um 'fundo de emergência' para fazer face a imprevistos
Importância dos seguros (e.g. acidentes, saúde)
Conta de depósitos à ordem
Abertura da conta à ordem: elementos de identificação
Tipo de conta: individual, solidária e conjunta
Movimentação e saldo da conta: saldo disponível, saldo contabilístico e saldo autorizado
Formas de controlar os movimentos e o saldo da conta à ordem
Custos de manutenção da conta de depósitos à ordem
Descobertos autorizados em conta à ordem: vantagens e custos
Meios de pagamento
Notas e moedas
Cheques: tipos de cheques (e.g. cruzados, não à ordem), endosso
Débitos diretos: domiciliação de pagamentos, cancelamento
Transferências interbancárias
Cartões de débito
Cartões de crédito